Clássicos do Catálogo | A autobiografia de Nikola Tesla

Notícia
Notícias
domingo, 7 de junho de 2020

Começamos hoje, dia 8 de junho, uma nova série de destaque no blog da Editora Unesp, os Clássicos do Catálogo. Nesta semana, indicamos a obra Minhas invenções: a autobiografia de Nikola Tesla.

A autobiografia do inventor e engenheiro elétrico, responsável por revolucionárias invenções no campo do eletromagnetismo entre o fim do século XIX e o começo do XX, mostra como seu legado de patentes e sua obra teórica formaram a base dos modernos sistemas de energia elétrica, inclusive o sistema polifásico de distribuição elétrica e o motor de corrente alternada, que contribuíram para o desenvolvimento da Segunda Revolução Industrial.

Além de Física e Matemática, Nikola Tesla estudou Filosofia. Atuou como engenheiro elétrico na Hungria, França e Alemanha e, nos Estados Unidos, para onde se mudou em 1884, trabalhou com Thomas Edson, que se tornaria seu rival. Edson defendia um sistema de transmissão de potência de corrente contínua, inferior ao criado por Tesla em 1888, de corrente alternada. Este sistema está na base do projeto, desenvolvido por Tesla, dos geradores das Cataratas do Niágara. 

Frases e pensamentos de Nikola Tesla

"Desde a infância, eu me sentia compelido a concentrar a atenção em mim mesmo [...] hoje vejo que foi uma bênção disfarçada, pois [isso] me ensinou a apreciar o valor inestimável da introspecção para a preservação da vida e como meio de realização.”

“A observação deficiente é apenas uma forma de ignorância, responsável por muitas ideias mórbidas e insensatas que acabam prevalecendo.”

“Somos autômatos completamente controlados pelas forças do ambiente, sendo arremessados de um lado para o outro como rolhas de cortiça na superfície da água, mas os resultados dos impulsos externos são mal interpretados como livre-arbítrio.”

[Sobre o desfecho da Primeira Guerra Mundial] “É especialmente lamentável que uma política punitiva tenha sido adotada ao definir os termos da paz, pois daqui a alguns anos as nações poderão combater sem exércitos, navios ou armas de fogo, com armamentos muito mais terríveis, para cuja ação destrutiva e alcance praticamente não há limites."

"Deixem que o futuro diga a verdade e avalie cada um de acordo com o seu trabalho e realizações. O presente pertence a eles, mas o futuro pelo qual eu sempre trabalhei pertence a mim."

"Se você quiser descobrir os segredos do Universo, pense em termos de energia, frequência e vibração."

Confirma mais dicas de leitura em nosso Instagram @unespeditora.

Assessoria de Imprensa da Fundação Editora da Unesp
imprensa.editora@unesp.br