Clássicos do Catálogo | 'História natural da religião', de David Hume

Notícia
Notícias
segunda-feira, 17 de agosto de 2020

A seção Clássicos do Catálogo desta semana destaca História natural da religião, de David Hume. A obra é uma profunda reflexão sobre os princípios que dão origem à crença original e como o contexto histórico, cultural e social influencia e é influenciado pelas disposições morais e filosóficas do ser humano. O percurso de Hume leva ao entendimento de que "o bem e o mal se misturam e se confundem universalmente, assim como a felicidade e a miséria, a sabedoria e a loucura, a virtude e o vício". Por esse ângulo, a religião estaria associada a princípios sublimes, ao mesmo tempo que dá ensejo a práticas as mais vis. Uma conclusão audaz para a sua época e dramaticamente corroborada pelo cenário contemporâneo.

David Hume (1711-1776) é comumente considerado o maior dos filósofos britânicos. A pujança de sua obra manifesta-se não apenas na originalidade e acuidade de suas teses, mas na influência que sempre exerceu: de Kant a Bentham, de Adam Smith a Darwin, filósofos e cientistas reconheceram a presença do pensador escocês.

Confira abaixo algumas obras de David Hume, ou sobre o autor, publicadas pela Editora Unesp e aproveite que todas estão em promoção:

Hume, de Anthony Quinton. Páginas: 63.

Hume e a epistemologia, de João Paulo Monteiro. Páginas: 232.

Tratado da natureza humana – 2ª edição: Uma tentativa de introduzir o método experimental de raciocínio nos assuntos morais, de David Hume. Páginas: 760.

Investigações sobre o entendimento humano e sobre os princípios da moral, de David Hume. Páginas: 440. 

História da Inglaterra – 2ª edição: Da invasão de Júlio César à Revolução de 1688, de David Hume. Páginas: 446.

Confira mais dicas de leitura em nosso Instagram @unespeditora.  

Assessoria de Imprensa da Fundação Editora da Unesp
imprensa.editora@unesp.br