Oportunidade para conhecer o pensamento de Heidegger

Notícia
Notícias
quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Em 26 de setembro de 1889, nascia na aldeia católica de Messkirsch, em Baden, o filósofo alemão Martin Heidegger. Este expoente do século XX, desferiu seu ataque à "pretensa clareza" do pensamento ocidental tradicional. Para Heidegger, não somos nem almas imortais nem intelectos incorpóreos, mas existências históricas finitas. "A entidade que temos a tarefa de analisar somos nós mesmos", afirma o pensador.

Para ampliar a reflexão sobre as contribuições de Heidegger e homenagear seus 128 anos, a Editora Unesp oferece 20% desconto nas obras sobre o filósofo alemão. A promoção é válida até 28 de setembro. Confira a seleção abaixo:

Heidegger
Autor: Jonathan Rée | Páginas: 68 | De R$ 18 por R$ 14,40

O livro introduz o leitor de maneira didática ao pensamento de Heidegger. A verdade para este célebre filósofo alemão é essencialmente histórica. Em sua obra Ser e tempo, ele usou a técnica da “análise existencial” para solapar dilemas tradicionais ligados à objetividade e à subjetividade, à racionalidade e à irracionalidade, ao absolutismo e ao relativismo. Jonathan Rée desenvolve esclarecedores argumentos em torno desses debates.  

Para a metacrítica da teoria do conhecimento 
Autor: Theodor W. Adorno | Páginas: 376 | De R$ 64 por R$ 51,20

A crítica da fenomenologia foi uma constante na experiência intelectual de Adorno desde sua juventude, seja através de Husserl ou  de Heidegger. A obra estabelece uma ponte entre a juventude e a maturidade de Adorno, permitindo que o leitor de língua portuguesa tenha uma visão mais fiel da gênese de seu pensamento, como a influência de Heidegger e Husserl neste expoente da Escola de Frankfurt.  

Depois de 1945
Autor: Hans Ulrich Gumbrecht | Páginas: 360 | De R$ 54 por R$ 43,20

Depois de 1945 combina o relato autobiográfico a um sobrevoo sobre a história alemã e a história mundial após a Segunda Guerra Mundial, oferecendo uma exegese detalhada do pensamento de Martin Heidegger e Jean Paul Sartre, reflexões perspicazes sobre Samuel Beckett e Paul Celan, e análises insuspeitadas sobre fenômenos culturais que vão de Edith Piaf até o Relatório Kinsey. Essa incursão pessoal e filosófica sobre o século passado lança cores e luzes sobre a análise de nossa identidade atual. 

Assessoria de Imprensa da Fundação Editora da Unesp