Livro

A constituição da subjetividade feminina em Alfonsina Storni

Uma voz gritante na América

Nildicélia Aparecida Rocha
Imprimir Download Pdf

As vozes literárias em prosa e verso e as atitudes “femininas/feministas” da escritora Alfonsina Storni (1892 – 1938), que nasceu na Suíça e passou a viver na Argentina a partir dos quatro anos, são consideradas referências na América Latina. Mas sua obra Poemas de amor (1926), foco deste estudo, constituída de poemas em prosa, tem sido praticamente ignorada pela crítica e pouco analisada.

De acordo com Nildicéia Aparecida Rocha, a escritora revela posições aparentemente contraditórias em relação à mulher naquele livro, transitando entre a visão tradicionalista e/ou a visão contestatória a partir da condição de feminista. Sua identidade “feminina/feminista” seria construída, assim, em meio a certa contradição da representação da mulher no início do século 20, a qual aparece tanto na poeticidade dos textos quanto nos aspectos de narração e argumentação e nos jogos de diálogo entre o eu e o tu poéticos e o leitor.

Nesta obra, a autora aborda ainda temas como a produção literária argentina das quatro décadas iniciais dos anos 1900 e o lugar da mulher na literatura hispano-americana da época, desenvolve uma breve biografia de Storni e mostra como foi a recepção crítica à sua obra. A segunda, mais teórico-analítica, Rocha discute, entre outras questões, conceitos como literatura e linguagem poética, diferenças e semelhanças entre poesia e prosa e sua relação com o poema em prosa e as marcas dialógicas que compõem os poemas de amor. Por fim, trata da construção da subjetividade “feminina/feminista” em Alfonsina Storni, percorre a formação histórica da crítica literária feminista e analisa seus poemas em prosa à luz dessa crítica.

  • Assunto: Letras e Linguística
  • Ano: 2013
  • Acabamento: Brochura sem orelhas
  • Páginas: 254
  • Edição: 1
  • ISBN: 9788539304264
  • Peso: 0g
  • Formato: 14X21

Autores

Veja Também